sábado ,21 outubro 2017
Home / Educação / Alunos da UESPI iniciam 1º dia de ações no Lar da Criança

Alunos da UESPI iniciam 1º dia de ações no Lar da Criança

Alunos dos cursos de Geografia e Pedagogia do Campus Poeta Torquato Neto, da Universidade Estadual do Piauí, realizaram na tarde desta segunda (09/01) o primeiro dia de ações no orfanato Lar da Criança, localizado na zona norte de Teresina.

Foto:Divulgação Uespi
Foto:Divulgação Uespi

 

Através de jogos, brincadeiras e atividades variadas, os alunos, sob orientação da Profa. Dra. do curso de Pedagogia, Umbelina Saraiva Alves, dedicaram-se a levar conhecimento e divertir as crianças da instituição.

A atividade faz parte do projeto de extensão “Ações sócio-educativas da Geografia/Pedagogia no Lar da Criança: uma realidade possível”, idealizado por Umbelina. “Iniciei esse projeto há 5 anos, só que a aplicação e execução eram realizadas em escolas públicas, e em 2017 nós pensamos diferente, em como sistematizar em uma ambiente extraescolar”, afirma. “O projeto acontece até o dia 12, e os alunos executarão atividades envolvendo o lúdico, jogos e brincadeiras, e nisso vão explicitar melhor cada subprojeto responsável por ações diferenciadas”, explica a professora, se referindo aos 4 subprojetos elaborados pelos estudantes da UESPI.

As atividades vem em um momento oportuno, segundo a supervisora administrativa do Lar da Criança, Regina Lúcia Oliveira: “É um projeto importante primeiro pela data, porque é um mês logo depois das festas de dezembro, onde temos mais agitação, procura grande da comunidade, e em janeiro ficamos sem nada, com a casa vazia até demais, e esse projeto vem para dar uma mudada”. Regina também lembrou a importância do engajamento das universidades com a instituição: “Essas visitas da universidade fazem com que as crianças descubram coisas diferentes, se interessem por algumas delas, por isso vemos com muito bons olhos e faz uma grande diferença aqui para eles”, complementa.

Dois dos subprojetos apresentados foram intitulados “Ciranda, Cirandinha: Vamos Todos Brincar” e “Ciranda, Cirandinha: Uma Viagem no Tempo”, ambos com foco em brincadeiras como amarelinha, boliche, arremesso de argola, jogo de mímica e ciranda. Segundo a aluna Kariny Lucas Silva, do 4º bloco de Geografia, os nomes foram dados por se tratar de uma brincadeira de roda em que todos interagem. “A ideia pro primeiro dia foi usar tinta ecológica, feita através de solos, uma parte dos alunos vai mostrar como se produz, o que é como podem ser usadas essas tintas de forma lúdica. Algumas brincadeiras, como o boliche, desenvolverão a questão cognitiva das crianças, e outras são pra relembrar brincadeiras antigas, que fazem com que as crianças socializem, brinquem sorrindo”, afirma a estudante.

Outro aluno do curso, José Ferreira de Oliveira Neto, explica as motivações dos estudantes da UESPI com o projeto: “Nosso objetivo foi fazer com que tudo que a gente veio vendo em sala de aula, acompanhando com a disciplina de Didática, seja colocado de uma forma lúdica, e juntando a nossa realidade com a das crianças que aqui estão. Acho que o principal objetivo é fazer com que a gente chegue um pouco mais nessa realidade”. O subprojeto de José envolve jogos como jogo dos 7 erros, pescaria, jogo do monstro, dentre outros.

Zacarias Ribeiro Matos, também do 4º período do curso, acrescenta que com o projeto outros cursos de licenciatura podem se interessar por realizar atividades semelhantes: “O propósito foi sair da universidade, da sala de aula, e se integrar com essas crianças, porque essa faixa etária fica mais com a pedagogia, por isso tem turmas da área nos auxiliando. Mas neste momento a geografia está abrindo um leque para que outros cursos de licenciatura possam ter também esse contato com faixas etárias mais jovens”, explica. “É um projeto que só vem a acrescentar, aumentar nosso currículo, trazer mais aprendizado e também contribuir para o nosso aprendizado, porque essas crianças de hoje são nossos alunos de amanhã”, conclui.

Fonte: www.piaui.pi.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *